Sábado, 25 de Março de 2017   
Google   
Para anunciar ligue: 2914-0655   
HOME        |        O JORNAL        |        EXPEDIENTE        |        A REGIÃO        |        SUPLEMENTOS        |        VERSÃO DIGITAL        |        SUGESTÃO       |        LINKS        |        CONTATO

Auto News     |    Beleza     |    Bom Apetite     |    Casa & Cia     |    Cultura & Lazer     |    Especiais     |    Horóscopo     |    Nossa Opinião    |    Se Vê na TV     |    Turismo

 
    NOSSA OPINIÃO


A carne é fraca

A Operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal na semana passada, colocou luz e dúvidas sobre a qualidade do alimento consumido por milhões de brasileiros todos os dias. A notícia de que frigoríficos utilizam carne estragada e até papelão no processamento de alimentos deixou o Brasil em alerta e provocou reação da comunidade internacional. Diversos países já anunciaram a suspensão da importação de carne brasileira, como Japão, México, Suíça, China e Jamaica.

Agora, a correria é geral na tentativa de minimizar os efeitos da operação. Na terça-feira (21), por exemplo, a Polícia Federal divulgou nota conjunta com o Ministério da Agricultura dizendo que as irregularidades investigadas são pontuais e o que sistema de inspeção brasileiro garante a qualidade da carne ao consumidor.

Antes, no domingo (19), o presidente Michel Temer reuniu embaixadores para ir a uma churrascaria em Brasília (DF). O presidente posou para fotos comendo peças de picanha e apresentou números para mostrar que os casos investigados pela PF são pontuais e não comprometem a qualidade dos produtos vendidos para o exterior ou consumido no País. Temer também anunciou a criação de uma força-tarefa do Ministério da Agricultura, que já iniciou “regime especial de fiscalização” nos 21 frigoríficos envolvidos na operação da PF.

Produtores e exportadores de carne suína e de frango criticam a operação da PF. A principal queixa é de que a impressão passada para a população é de que a carne brasileira é toda fraudada.
Os prejuízos financeiros e à imagem do Brasil são enormes. A suspensão da exportação da carne a mercados importantes do exterior poderá causar danos irreparáveis. O Brasil perderá espaço que dificilmente será recuperado. Isso poderá gerar crise e desemprego entre os trabalhadores dos frigoríficos do País. Justamente em um momento em que a economia no País parece começar a dar sinais de reação, após um longo período de profunda recessão, evidenciada por mais de 12 milhões de desempregados.

No centro dessa discussão está um dos maiores males do Brasil: a corrupção. Segundo as investigações da Polícia Federal, funcionários de frigoríficos pagavam propina para que a fiscalização fizesse vista grossa às irregularidades às regras de vigilância sanitária.

A corrupção tem de ser combatida com toda a força no Brasil. Além de desviar bilhões de reais dos cofres públicos, a má conduta desses agentes faz agora com que a população coma carne estragada. Isso é um absurdo sem precedentes e a prova de que a corrupção é capaz de destruir todo um País.

Agora, o que se espera dos governantes é que não sejam tomadas apenas medidas paliativas, como o churrasco promovido por Temer no domingo com embaixadores. Aquele jantar não passou de uma ação de marketing fracassada do presidente, que ganhou a capa dos principais jornais do País, mas não teve nenhum efeito prático. Não à toa, já no dia seguinte os países começaram a anunciar o embargo à carne brasileira ou medidas de restrição aos frigoríficos investigados.

[Voltar]

   VERSÃO DIGITAL

   JABAQUARA NEWS
Home - O Jornal - Expediente - A Região - Suplementos - Versão Digital - Sugestão - Links - Contato
Auto News - Beleza - Bom Apetite - Casa & Cia - Especiais - Horóscopo - Nossa Opinião - Saúde - Se Vê na TV - Turismo
Copyrigth© - 2010 - Ipiranga News On Line - Todos direitos reservados - 2914-0655